quarta-feira, 10 de junho de 2009

O CONHECIMENTO INCHA

POR PASTOR SÉRGIO PEREIRA

“A Ciência incha, mas o amor edifica” (I Co 8.1)

Não sei se estou mais crente ou menos crente, mas a verdade é que estou cansado. Cansado de ver tanta agressividade em torno de debates intermináveis em cima de uma pseudo apologia da fé cristã. Cansado de ver renomados teólogos e apologistas como se estivessem numa arena na época dos gladiadores, onde cada qual quer fazer tinir sua espada com mais vibração do que o outro.
Os constantes debates em cima de coisas tão absurdas me fazem enojar de tudo o que estão chamando de cristianismo ou defesa da fé. São debates sobre pregações, canções, letras e melodias, cada qual querendo ser mais sábio do que o outro, querendo demonstrar ser mais versátil na teologia do que o outro, e por aí vai. Isso me cansa, me causa dor, me entristece, porque ao invés de estarmos aproveitando nossos conhecimentos para a conquista de almas e o crescimento do Reino de Deus na terra, estamos nos enfrentando dentro do Reino, nos matando e nos enfraquecendo mutuamente.
O Apóstolo Paulo, no texto supracitado está falando das coisas sacrificadas, e em tal contexto precisamos entender que a cidade de Corinto era influenciada pelo poder idolátrico e pela filosofia da Grécia, com seus milhares de deuses de toda espécie. Um certo comentador romano informou que havia mais de trinta mil deuses na Grécia. Portanto, havia deuses para todo tipo de coisas e gostos. Além disso parece que os crentes coríntios se orgulhavam de seus conhecimentos filosóficos, daí a razão pela qual Paulo afirmar que “a ciência incha”. A impressão é que as pessoas estavam condenando umas às outras, por isso, o conhecimento (a ciência) nunca resolveria a questão, pois onde há argumentação, o conhecimento só “incha”, tornando cada um mais seguro de sua posição. Sem amor, nosso conhecimento até mesmo das verdades espirituais produz orgulho, arrogância e presunção, nossa resposta inteligente só humilha o outros à medida que nos incha.
Este é o desafio que urge que entendamos: nosso conhecimento destituído do genuíno amor cristão e da compreensão tolerável dos limites do meu irmão, não produzirá mudanças, pelo contrário inchará, ou seja, nos fará arrogantes, presunçosos, orgulhosos de nossas cátedras e inteligência.
Na vida pouco importa o que somos ou o que pensamos saber, nosso conhecimento é incompleto quando destituído de amor. Nenhum de nós sabe o que realmente devemos saber para resolver inúmeras questões.
Gosto muito do que Hernandes Dias Lopes diz: “Não somos uma ilha. Nossas palavras, ações e reações afetam as pessoas a nossa volta. Vivemos em comunidade, por isso nossas atitudes nunca são neutras. Elas ajudam ou estorvam as pessoas. Nossa conduta não deve ser regida apenas por nossas opiniões. Precisamos levar em conta, também, as pessoas que estão perto de nós. Nossa ética é governada pelo amor e não apenas pelo conhecimento. Nem todos na comunidade têm o mesmo conhecimento e a mesma consciência que temos”.
E mais: “A ética cristã é regida não só pelo conhecimento que você tem, mas pelo amor que você nutre pelo seu irmão. Se a sua atitude provoca e escandaliza seu irmão, você está pecando contra ele, golpeando-lhe a consciência fraca”. (I Corintios, Como resolver conflitos na Igreja, Hernandes Dias Lopes, Editora Hagnos, pág. 154).
Façamos nossa parte: amemos, amemos e amemos! Deus se encarregará de mudar os intoleráveis, transformar os hereges, e restaurar os falsos profetas.
Temos nos tornado exibicionistas de plantão, ostentadores de conhecimento, mas destituídos de amor, de compreensão, de espiritualidade e acima de tudo de uma vida piedosa e santa. Precisamos deixar de querer transformar as pessoas à força, isso não funciona, lembremo-nos das palavras de Zacarias: “Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” (Zc 4.6).
Levemos nossas intolerâncias aos pés da cruz, destituímo-nos de nossos achismos teológicos, de nossas posições quase sempre equivocadas, e unamo-nos em prol do crescimento do Reino e acima de tudo para o louvor do Grande Rei e Senhor!
Que o Santo Deus tenha piedade de nós!

6 comentários:

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado pr. Sergio Pereira,

A Paz do Senhor!

Amado, por favor, envie novamente o seu comentário, pois, o anterior perdi com a alteração do título da matéria sobre o que está acontecendo com os eventos Jesuínos.

O Senhor seja contigo!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado pr. Sergio Pereira,

A paz do Senhor!

Creio, que o amado, deve realmente estar cansado do que passa no meio evangélico.

Um pequeno conselho: Não se canse de alertar, denunciar, Tocar a Trombeta com a Verdade, como muitos o fazem, sem medo e sem manter qualquer tipo de ética prejudicial ao Evangelho da Verdade. A ética dos médicos somente serve para esconder os erros médicos. A ética de alguns pastores somente serve para esconder que a esposa mais velha, foi trocada por uma mais nova. Assim, o digo e escrevo, porque, conheço esta pouca vergonha e pastores, que estão à frente de igrejas, após se DIVORCIAREM.

Quem pode delatar este mal dentro da igreja? Os sedentos por justiça e os que não se escondem, atrás desta mal fadada ética, que serve de cortina de vergonha ao Senhor. Como se Ele, não pudesse contemplar, tanta falta de senso e coerência bíblica.

Mostrar conhecimento é resultado de quem o possui, e com certeza, segue neste lastro, com a responsabilidade do desafio junto aos calados e inoperantes ministros, que veem muitos na beira do precipício e nada realizam.

Muitas vezes, necessitamos alertar com a necessidade de produzir ruídos operantes, neste mundo que jaz no malígno e está nas mãos de pastores que somam suas forças às poderosas ideologias da prosperidade, grupos de Gideões repletos de heresias, e ensinadores de enganos, alimentando os néscios de uma vontade carnal e desinibida diante Deus.

Sejamos sim, crentes valentes e valiosos, com o desejo de alertar. Alertar. Alertar. Pois, alertar, não impede que evangelizemos com, principalmente, a nossa vida na presença de Deus.

O Senhor seja contigo, e entenda que, homens como o pr. Ciro Zibordi, e outros mais, devem ser imitados. Afinal, encontramos o próprio Apóstolo Paulo, solicitando que sejam seus imitadores, como ele, o foi de Cristo.

O Senhor te anime, e te guarde com sabedoria e conhecimento, diante deles, com muita coragem,

pr Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Pr. Sérgio disse...

Prezado Pr Newton Carpintero,
Graça e Paz!
Faço coro e voz com suas posições contra o divórcio e os modismos que tem avassalado nossa "nação evangélica". Realmente o propósito deste blog é o de alertar e contribuir com uma pequena parcela para a conscientização de erros cada vez mais graves no meio do povo de Deus.
Todavia, estou neste artigo, referindo-me a pessoas inescrupulosas que no intuito de apenas mostrar conhecimento tentam fazer o que não sabem fazer. É a estes que escrevo o presente artigo. Não faço neste artigo referências a nomes de pessoas em nosso meio que tem lutado de forma tão especial contra as heresias, pois a estes tenho indicado em meu blog e orado diariamente por eles. Realmente tenho precisado de mais sabedoria e mais coragem para continuar denunciando o pecado e lutar contra o modismos que tem destruido a religiosidade e a espiritualidade de nosso povo.
Obrigado pelo incentivo,
Seu conservo
Pr. Sérgio Pereira

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado pr. Sergio Pereira,

A paz do Senhor!

Bom saber da sua necessidade, em delatar o que envergonha o Evangelho Real, que está em nossos corações.

Bem sei, que o Senhor, Nosso Deus, o tem levantado para ocupar um lugar de destaque, como homem que não tem do que se envergonhar, e que sente desprezo, por tantas heresias em nosso meio, e é desejoso de bom testemunho.

O Senhor entregou responsabilidades aos seus servos, e muitas estão em suas mãos.

O Senhor seja contigo! Sempre!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

ebenezer disse...

A paz do Senhor Pr Sergio
estive dia 18-09 no congresso da umadbel
O legalismo realmente vai nos "matar"
deveria haver uma concientização dos líderes da nossa querida igreja para impedir que nossos irmãos continuem coando mosquitos e engolindo camelos. É lamentável.
É muita hipocrisia

Pr. Sérgio disse...

Caro Ebenezer, graça e paz!
Fico feliz e agradecido em encontrá-lo por aqui. Faço coro a sua posição de que o legalismo exacerbado por parte de alguns líderes está prejudicando a Igreja e o seu crescimento. Assim, vamos coando mosquitos e engolindo camelos, numa nítida demonstração de hipocrisia. Um forte abraço!
Pr. Sérgio Pereira