sexta-feira, 13 de maio de 2011

Deus Sente Saudades do Seu Povo!



Deus Sente Saudades do Seu Povo!




Por Pr. Sérgio Pereira




Fico a imaginar Deus com sentimentos puramente amorosos, a dizer de maneira emocionada o quanto sente saudades de seu povo. Poderia até classificar essa saudade de Deus como nostalgia. Nostalgia descreve uma sensação de saudades de um tempo vivido, frequentemente idealizado e irreal. nostalgia é um sentimento que surge a partir da sensação de não poder mais reviver certos momentos da vida. O interessante sobre a nostalgia é que ela aumenta ao entrar em contato com sua causa e não diminui como o sentimento da saudade. Sob esse aspecto, diria que Deus ao olhar para determinados filhos, tem a nítida impresão de que jamais os terá de volta, ou nunca mais os terá em seus braços meigos e suaves.
Ao olhar para o texto de Jeremias 2.1-3, vejo claramente Deus expressando a dor de seu coração ao perceber o quanto o seu povo se tinha distanciado dele, provocando uma ruptura abrupta no relacionamento e quebrando a aliança. Deus enamorado pelo seu povo, põe-se a declarar que sente saudades. Observe que a iniciativa de reencontro não é do ser humano, mas de Deus. É Deus quem procura reatar, embora Ele não tenha culpa de nada, vai em busca do seu povo, procurando restaurar a aliança e alcançar o seu povo com amor.
Observemos do que Deus sente saudades no seu povo:

Deus sente saudade dos tempos em que o seu povo tinha afeição por Ele (Jr 2.2). O coração de Deus move-se de amor por seu povo, mas e nós, temos tamanha afeição a Deus? Afeição é sentimento que inspira confiança e intimidade. O afeto é um dos sentimentos que mais gera autoestima nas pessoas. Afeição é ter prazer com a presença do outro. Temos nós prazer na presença de Deus? Sentimo-nos realizados junto a Ele?

Deus sente saudade do tempo em que você tinha comunhão com Ele (Jr 2.2). Você tinha prazer em estar com Ele, gostava de ouvir sua voz. Investia seu tempo na oração, por você considerada a mola impulsionadora dessa comunhão. Estar com Ele era o seu maior prazer. A prática do jejum era prazerosa. Você deleitava-se no convívio do Senhor. Deliciava-se com as suas revelações. Perto Dele você perdia a noção de tempo, tamanho era o gozo que preenchia sua alma. Mas, e hoje? Quanto tempo você tem de oração? E o jejum? E a sensibilidade para ouvir a voz do Senhor?

Deus sente saudade do tempo em que você o seguia pelo deserto (Jr 2.2). Andar com Deus era uma aventura, seu coração confiava no Senhor sem duvidar. Sua confiança Nele independia das circunstâncias. Você sabia que o tempo passado no deserto era um tempo de esquadrinhação do coração. Você entendia que o deserto servia para lhe amadurecer na fé, para colocar-lhe mais perto Dele. Você ansiava pela experiência do deserto, não fugia dele, não reclamava, nem praguejava.

Deus sente saudade do tempo em que você era consagrado a Ele (Jr 2.3). Você era santidade ao Senhor. Você não compactuava com o pecado, não transigia com os absolutos de Deus. Você não fazia concessões, nem mesmo para se dar bem ou ser promovido. Sua palavra era sincera. Seu caráter intocável. Você não vendia sua consciência para obter favores. Para você, a fidelidade a Deus era mais importante que a preservação da própria vida. Você entendia que agradar a Deus através de uma vida consagrada era mais importante que qualquer outra coisa. Você não cedia a pressão da maioria, ainda que lhe custasse um alto preço. Hoje você diz que é crente, mas seu coração está longe distante de Deus, sua alma está amargurada e aflita, você não tem coragem para fazer a diferença.

Deus sente saudade do tempo em que Ele zelava por sua vida (Jr 2.3). Naquele tempo tocar em você era tocar na menina dos olhos de Deus, Ele ia a sua frente para lhe defender, desalojava os seus inimigos, guerreava as suas guerras. Você sempre estava escondido na Sombra do Onipotente (Sl 91.1). Deus era o seu refugio e fortaleza, o seu socorro bem presente na hora da tribulação (Sl 46.1). você confiava Nele a despeito das circunstâncias (Hc 3.16-18). Hoje quando os problemas surgem, você confia no seu intelecto, na sua capacidade de resolução de problemas, no saldo de sua conta bancária. Deus sente saudade da época em que você dependia unicamente Dele.

Deus nos convida a viver para Ele. A voltarmos no tempo, a voltarmos ao primeiro amor, ao inicio de tudo. Quem sabe retornarmos a ser criança, dependente do amor do Senhor, do cuidado paternal de Deus, termos a inocência de uma criança. Talvez a melhor expressão de nosso retorno é a canção transcrita abaixo:


QUERO SER COMO CRIANÇA
TE AMAR PELO QUE ÉS
VOLTAR A INOCÊNCIA
E ACREDITAR EM TI

MAS ÀS VEZES SOU LEVADO
PELA VONTADE DE CRESCER
TORNO-ME INDEPENDENTE
E DEIXO DE SIMPLISMENTE CRER

NÃO POSSO VIVER,
LONGE DO TEU AMOR, SENHOR
NÃO POSSO VIVER,
LONGE DO TEU AFAGO, SENHOR
NÃO POSSO VIVER,
LONGE DO TEU ABRAÇO, SENHOR

ABRAÇA-ME, ABRAÇA-ME, ABRAÇA-ME
COM TEUS BRAÇOS DE AMOR

Reflita nisso e volte imediatamente ao Senhor! Ele te espera de braços abertos!


Parte da mensagem ministrada por Pr. Sérgio Pereira no culto de edificação espiritual no Templo Central da Assembleia de Deus em Joinville (SC), no dia 10/05/2011.

Autor Pesquisado: Hernandes Dias Lopes. http://www.hernandesdiaslopes.com.br/

21 comentários:

JCavalheiro disse...

Parabéns! Bem elaborado e inspirado sermão. Certamente que desperta-nos a saudade dos tempos quando servir a Deus era o maior prazer do crente. Será que podemos ter ainda esperança de voltarmos àqueles bons tempos?

João Q. Cavalheiro
www.aramasi.blogspot.com

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo pr. Sergio Pereira,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Belo e direto o testo desta sua matéria.

Posso chamar esta matéria de liquidificador de crentes.

Necessitamos ser sacudidos e movidos por palavras como esta que movimenta as águas e promove novidades.

Apesar de conhecermos a base da sua matéria, ela deve ser repetida quantas vezes for necessário.

O Senhor seja contigo, nobre pastor!

O menor de todos os menores.

JCavalheiro disse...

Parabéns Pr. Sérgio!
Muito edificante e profunda sua mensagem. Realmente muitos cristãos tem ignorado os fundamentos do verdadeiro cristianismo. Vive-se uma vida espiritual superficial e de futilidades. Mensagens como esta com certeza despertarão muitos que dormem e vivem acomodados. Deus continue lhe abençoando.
Em tempo: Obrigado por seu comentário em meu blog.
Abraços....

Pr. João Q. Cavalheiro
www.aramasi.blogspot.com

Alberto Couto Filho disse...

Amado pr. Sergio,
A paz
Isso mesmo, amigo!
Deus, por certo, sente saudades desses coitados atuais teólogos relacionais ou teístas abertos, intelectuais auto-declarados protestantes reformados que,em suas concepções "filosodômicas", demonstram ter, por conveniência, apostatado da fé.
Esses, que se dizem calvinistas, estão por ai, pela nossa blogosfera, induzindo o povo de Deus a questionar a Sua existência, Seu poderio, Sua onisciência, Sua soberania e sua imutabilidade.
Como disse o amado Pr. Cavalheiro, são crentes fúteis e superficiais.
Posso acrescentar: são crentes "de mentirinha", palradores frívolos
Sua mensagem, realmente, acordará dorminhocos acomodados.
A Deus, toda a glória, toda a honra e louvor.
Seu conservo em Cristo

ร†ลи∂ вý ∂эรเφиэя disse...

Ola muito Interesante o seu blog!
ja estol te seguuido acesse o meu blog htttp://umcontadordehistoriasnet.blogspot.com
ou deiciona o meu msn designer_sousa@hotmail.com ate outra opotunidade parabéns pelo blog!

Pr. Sérgio disse...

Prezado Pr. João Cavalheiro, graça e paz!

Sua participação aqui é sempre bem vinda. Certamente que poderemos voltar aos bons tempos, basta renunciarmos os nossos caprichos e submetermos as nossas vontades ao Todo Poderoso!

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Pr. Sérgio disse...

Prezado amigo Pr. Newton Carpintero, graça e paz!

Que o Eterno continue a dar aos seus remanescentes palavras que venham sacudir a cristandade da sua inércia e comodismo.

Obrigado por seu comentário!

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Pr. Sérgio disse...

Prezado amigo Alberto Couto Filho, graça e paz!

Suas palavras retratam claramente o desejo de meu coração: acordar "crentes dorminhocos e acomodados" e despertar os "crentes "de mentirinha", palradores frívolos".

Que o Eterno conceda este desejo a este humilde servo.
Obrigado por seu comentário.

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Pr. Sérgio disse...

Olá designer Souza, graça e paz!

Obrigado por sua visita e por estar seguindo este modesto blog.

Assim que possível visitarei seu blog também.

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

PR MAURICIO BRITO disse...

PR SÉRGIO, DEPOIS QUE TE CONHECI PESSOALMENTE; MINHA VIDA CRISTÃ MUDOU PRA MELHOR; O PUDE CONHECER DE FATO QUE O SENHOR É UM HOMEM DE DEUS; ABRAÇOS EM CRISTO.

Pr. Sérgio disse...

Prezado Pr. Maurício Brtio, graça e paz!

Fico feliz que tenhamos nos conhecido pessoalmente. Fui abençoado, edificado e cresci espiritualmente com nossa amizade.

Deus o abençoe!

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Carolina . disse...

ola pastor poderia me seguir ?http://moreiracarolina.blogspot.com/

Fruto do Espírito disse...

Paz, querido Pastor.

Amei sua mensagem, muito edificante.
Que bom, se voltássemos a essência da Igreja Primitiva.
A Igreja que Jesus edificou e os Apóstolos fundou.

Serei assídua neste espaço que considero um canal de bençãos para nós cristãos.

Ósculo Santo!

http://frutodoespirito9.blogspot.com/


***Shalom***

Pb. Saule Luiz P. Goedert disse...

Graça e Paz Pastor Sérgio Pereira,
É sempre uma alegria conhecer suas novas postagens e desfrutar de uma boa leitura. Em especial, neste post, o hino citado me toca muito, pois sempre que ouço, lembro-me do nosso querido filho, Luiz Davi, que já está com o Senhor e de quando ouvia minha esposa canta-lo ao ouvido do nosso pequenino quando ele ainda estava conosco. Se quiser conhecer parte desta experiência que Deus nos deu, você pode encontrar em: http://saulegoedert.blogspot.com/2009/11/milagres-e-vontade-de-deus.html

Grande abraço!

Pr. Sérgio disse...

Olá Carolina, graça e paz!
Obrigado pelo carinho e comentário. Visitarei seu blog assim que possível.
Um forte abraço!
Pr. Sérgio Pereira

Pr. Sérgio disse...

Cara "Fruto do Espírito", graça e paz!

Perdoe-me por identificá-la assim, se houvesse colocado o seu nome, ficaria mais fácil.
Agradeço seu comentário e louvo a Deus por ter usado minha postagem para acalentar seu coração. Que você possa diariamente esforçar-se para que o Eterno não tenha saudades de você!


Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Pr. Sérgio disse...

Olá Pb. Saule Goedert, Graça e Paz!

Como é edificante saber que Deus fala aos corações através deste modesto blog.

Tenho visitado o seu blog com certa frequência e até o indico na minha lista de blog´s aqui no meu.

Louvo a Deus por sua vida. Continue firme no propósito de servi-lo com esmero e dedicação.

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Pb. Saule Luiz P. Goedert disse...

Graça e Paz Pastor Sérgio,

Para mim é uma enorme alegria em conhecer seu interesse em nosso blog e saber de seu comentário construtivo que nos anima a continuar melhorando cada vez mais com a ajuda de nosso Deus, pois sabemos que o propósito maior destes meios que usamos é glorificar o Seu nome.

Grande Abraço!

Missionaria Dalvina disse...

Pr. Sergio muito lindo essa ainda mensagen, muito profunda. Estamos ainda comentando sobre a mensagem, que o Senhor pregou aqui no dia 07\07\11, no Parque de Exposição, que Deus abençoando seu Ministério, sua familia, e que continue abençoada, para que outros possam ser também. Paz do Senhor.
Missionária Dalvina
São Miguel do Guaporé - RO

Pr. Sérgio disse...

Missionária Dalvina, graça e paz!

Que prazer receber sua visita e seu comentário em meu modesto blog.

Como os irmãos tem comentado da mensagem que recebi do Senhor e compartilhei com vocês aí, eu tenho feito muitos comentários sobre os dias prazeirosos que passei entre vós.

Quero voltar logo viu...

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Domingos Guila disse...

Há sempre amigos, simpatizantes e afins que dizem que está bom mesmo quando estamos incrivelmente errado.
Não consigo compreender o apoio e os elogios a TAMANHA HERESIA! Nenhuma das passagens expressa alguma saudade de Deus (este sentimento não se encontra registrado em passagem alguma nas Escrituras na descrição de Deus. "Deus enamorado com o povo"?! Que blasfémia!
Deus não é sentimentalmente fraco para sentir saudade de um povo que desde os seus primórdios foi desobediente, perverso, imoral, idólatra, currupto, soberbo, depravado... Deus sempre quis salvar a humanidade pelo Seu amor e pela Sua misericórdia. O homem nunca mereceu a salvação. A graça é imerecida, amados do Senhor!
Deus é tão puro de olhos que não pode contemplar o mal. Como é que um Ser com essa dimensão de Santidade sentiria saudades de um bando de imprestáveis (Humanidade)? Temos que ser humildes em reconhecermos que somos imprestáveis.
Meditem a Parábola da Figueira Estéril (Lucas 13.6-9) e verão que a ira de Deus só não é despejada sobre nós até agora porque Cristo (o nosso Advogado), por misericórdia, suplica ao Pai para dar mais tempo para esse povo depravado se converter. Não há saudades coisa nenhuma. Saudades!
Basta de teologia herética!