terça-feira, 24 de janeiro de 2012

PREGANDO A CRISTO

Pregando a Cristo

R. C. Sproul








A igreja do século XXI enfrenta muitas crises. Uma das mais sérias é a crise de pregação. Filosofias de pregação amplamente diversas competem por aceitação no clero contemporâneo. Alguns veem o sermão como um discurso informal; outros, como um estímulo para saúde psicológica; outros, como um comentário sobre política contemporânea. Mas alguns ainda veem a exposição da Escritura Sagrada como um ingrediente necessário ao ofício de pregar.
À luz desses pontos de vista, sempre é proveitoso ir ao Novo Testamento para procurar ou determinar o método e a mensagem da pregação apostólica apresentados no relato bíblico.
Em primeira instância, temos de distinguir entre dois tipos de pregação. A primeira tem sido chamada kerygma; a segunda,didache. Esta distinção se refere à diferença entre proclamação (kerygma) e ensino ou instrução (didache).
Parece que a estratégia da igreja apostólica era ganhar convertidos por meio da proclamação do evangelho. Uma vez que as pessoas respondiam ao evangelho, eram batizadas e recebidas na igreja visível. Elas se colocavam sob uma exposição regular e sistemática do ensino do apóstolos, por meio de pregação regular (homilias) e em grupos específicos de instrução catequética.
Na evangelização inicial da comunidade gentílica, os apóstolos não entraram em grandes detalhes sobre a história redentora no Antigo Testamento. Tal conhecimento era pressuposto entre os ouvintes judeus, mas não era argumentado entre os gentios. No entanto, mesmo para os ouvintes judeus, a ênfase central da pregação evangelística estava no anúncio de que o Messias já viera e inaugurara o reino de Deus.
Se tomássemos tempo para examinar os sermões dos apóstolos registrados no livro de Atos dos Apóstolos, veríamos neles uma estrutura comum e familiar. Nesta análise, podemos discernir a kerygma apostólica, a proclamação básica do evangelho. Nesta kerygma, o foco da pregação era a pessoa e a obra de Jesus. O próprio evangelho era chamado o evangelho de Jesus Cristo. O evangelho é sobre Jesus. Envolve a proclamação e a declaração do que Cristo realizou em sua vida, em sua morte e em sua ressurreição. Depois de serem pregados os detalhes da morte, da ressurreição e da ascensão de Jesus para a direita do Pai, os apóstolos chamavam as pessoas a se convertem a Cristo – a se arrependerem de seus pecados e receberem a Cristo, pela fé.
Quando procuramos inferir destes exemplos como a igreja apostólica realizou a evangelização, temos de perguntar: o que é apropriado para transferirmos os princípios da pregação apostólica para a igreja contemporânea? Algumas igrejas acreditam que é imprescindível o pastor pregar o evangelho ou comunicar a kerygma em todo sermão que ele pregar. Essa opinião vê a ênfase da pregação no domingo de manhã como uma ênfase de evangelização, de proclamação do evangelho. Hoje, muitos pregadores dizem que estão pregando o evangelho com regularidade, quando em alguns casos nunca pregaram o evangelho, de modo algum. O que eles chamam de evangelho não é a mensagem a respeito da pessoa e da obra de Cristo e de como sua obra consumada e seus benefícios podem ser apropriados pela pessoa, por meio da fé. Em vez disso, o evangelho de Cristo é substituído por promessas terapêuticas de uma vida de propósitos ou de ter realização pessoal por vir a Cristo. Em mensagens como essas, o foco está em nós, e não em Jesus.
Por outro lado, examinando o padrão de adoração da igreja primitiva, vemos que a assembleia semanal dos santos envolvia reunirem-se para adoração, comunhão, oração, celebração da Ceia do Senhor e dedicação ao ensino dos apóstolos. Se estivéssemos lá, veríamos que a pregação apostólica abrangia toda a história redentora e os principais assuntos da revelação divina, não se restringindo apenas à kerygma evangelística.
Portanto, a kerygma é a proclamação essencial da vida, morte, ressurreição, ascensão e governo de Jesus Cristo, bem como uma chamada à conversão e ao arrependimento. É esta kerygma que o Novo Testamento indica ser o poder de Deus para a salvação (Rm 1.16). Não pode haver nenhum substituto aceitável para ela. Quando a igreja perde sua kerygma, ela perde sua identidade.

Traduzido por: Francisco Wellington Ferreira / Copyright © R. C. Sproul / Tabletalk Magazine
Copyright © Editora Fiel 2012

RETIRADO DE: http://editorafiel.com.br/artigos_detalhes.php?id=379

6 comentários:

Éder Carvalho disse...

A preocupação do autor é legítima e louvável. O centro da Bíblia, segundo Lutero, Stott, Piper, e outros, é Cristo.
Porém, a mensagem que os fiéis precisam ouvir é mais ampla. Constatamos que o Apóstolo Paulo preocupava-se em ensinar aos seus filhos na fé, lições e princípios para a vida virtuosa do cristão. Ele não pregava apenas sobre a vida e obra de Cristo, embora saibamos que tudo gira em torno dela, direta ou indiretamente. A missão de Paulo era apresentar todo homem perfeito a Deus, portanto, seu repertório de mensagens e ensinos bíblicos era muito amplo e profundo, indubitavelmente.
Pr. Sérgio, que Deus lhe abençoe em seu rico e belo ministério. Abraços e Paz!!!

Antonio Batalha disse...

Seu blog é uma bênção, li algumas coisas, e dou graças pela Graça derramada sobre si, que a cada dia continue a ser esta bênção.Aquilo que escreve seja como pão para o faminto, e água para o cansado.E que cada irmão ao ler suas mensagens seja edificado, exortado no amor derramado no seu coração, a sua alegria, paz e graça, cresçam de maneira a transbordar seu cálice, e atingir os corações.Aproveito a fazer-lhe um convite: Gostaria que fizesse parte dos meus amigos virtuais em meu blog A Verdade Que Liberta. Deixo as minhas cordiais saudações em Cristo Jesus.

Daladier Lima disse...

Prezado Pr. Sérgio, o que dizer do exíguo tempo destinado à pregação em nossos templos? Lamentável, não é mesmo. Que Deus tenha piedade dos pregadores e de seus convivas, e que o Espírito Santo nos fale.

Fruto do Espírito disse...

Bela Mensagem!

Conhecer seu blog alegrou muito o meu coração.
Oro para que todos que acessarem seu espaço sejam alcançados pela Graça e pelo Amor de Deus, que é tremendo!
Glorifico a Deus pela sua vida, família e ministério.

Deixo o convite para visitar o meu espaço, ficaria honrada se seguisse o meu humilde cantinho, fique a vontade para expressar sua opinião...

E o mesmo Deus da paz vos santifique em tudo, eo vosso espírito, alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
I Tessalonicenses 5. 23

http://frutodoespirito9.blogspot.com/

Em Cristo sempre,

***Lucy

P.S. Conheci um blog que está com 12 estudos interessantes e atuais. Vale a pena conferir:

http://discipulodecristo7.blogspot.com/

EV . Cidinei C dos Santos disse...

Fico feliz quando tem homems de Deus que se preocupam com o ensino da verdadeira mensagem de nosso senhor Jesus deixo um grande abraço ao meu amigo Pr Sergio e irma Rosamgela estamos em Galvao orai por nos Deus vos abençoe.

anareis disse...

Querida(o) amiga(o). Estou fazendo uma Campanha de doações pra ajudar os jovens rapazes que estão internados no Centro de Recuperação de Dependentes Químicos onde meu filho está interno também.Lá tem jovens que chegam só com a roupa do corpo,abandonados pela família. Eles precisam de tudo:roupas masculinas,calçados,sabonetes,toalhas,pasta de dentes,escovas de dentes,de um freezer, Roupas de cama,alimentos. O centro de recuperação sobrevive de doações,são mais de 300 homens internos.Eles merecem uma chance. Quem puder me ajudar pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agência 1257-2 Conta 32882-0