segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Soli Deo Gloria

Aqui posto a última postagem sobre as Solas da Reforma, hoje "Soli Deo Gloria", de autoria do Rev. José Maurício Passos Nepomuceno. Leiam e façam seus comentários.




Soli Deo Gloria


Rev. José Maurício Passos Nepomuceno



Durante todo o desenrolar histórico do relacionamento de Deus com Seu povo, um alerta tem sido notório e reincidente: Deus deseja ser glorificado em, por e através de nós e de nossa instrumentalidade.
Deus não precisa receber a glória dos homens para ser completo ou sentir-se realizado. Pois, como disse o próprio Cristo Jesus, Ele já possuía toda glória antes que o mundo existisse (João 17.5). Mas, então, por que Deus deseja ser glorificado pelos homens? Por que os fez para a Sua própria glória?
Na resposta a essas questões, está um dos pontos focais da teologia reformada. Pois, entre os conceitos básicos da Reforma Protestante figura a resposta mais profunda à inquietante questão da razão da existência humana: Por que e para que existe o homem? Os reformados responderam: o homem existe porque Deus o criou e o criou para a sua própria glória.
Essa postura reformada é a mais simples análise do ensino bíblico sobre a existência do homem; basta uma olhadela do texto bíblico e logo descobriremos isso (Isaías 43.7). Desde a meninice, os filhos dos crentes reformados aprendem: qual é o fim principal do homem? Glorificar a Deus e gozá-Lo para sempre. Isso é o que diz o Breve Catecismo de Westminster.
Soli Deo Gloria foi um lema reformado que derivava do entendimento de que, assim como o homem, tudo o que ele faz deve se destinar à glória de Deus. Essa deve ser a mola motora que nos estimule a viver neste mundo.
Um dos maiores problemas do homem, em todos os tempos e sobretudo nos dias atuais, é a questão do seu próprio significado. O que significa viver? Muitas pessoas não querem mais viver, pois perderam o rumo, não encontram razão para estarem vivas amanhã.
Nos tempos modernos, os homens descobriram o consumismo, e isto tornou-se o seu fator motivador - depois do primeiro carro, vem o segundo, aquele novo televisor com mais polegadas que a própria estante, a estante maior vem em seguida... E todos esperam que a economia melhore, para poderem consumir mais.
Nos dias dos Reformadores, as mesmas questões estavam fervilhando, mas eram respondidas de outra forma. De uma maneira geral, as pessoas comuns e muitos “incomuns” viviam para a Igreja. Isso aparentemente era muito bom, pois havia um sentimento religioso e uma busca pelo divino. No entanto, a Igreja havia tomado o lugar central da vida das pessoas; elas estavam dependentes da igreja como uma instituição. Definitivamente, o romanismo havia destruído o catolicismo (conforme foi dito por um sacerdote católico-romano em durante a reunião do conselho de padres casados - Goiás).
O Império, o governo local, o comércio, o latifúndio, a extração mineral, o conhecimento, a arte, a filosofia e toda e qualquer outra riqueza estava atrelada à igreja. Onde está o mal disso? Reside no fato de que a igreja pensava em sua própria glória e grandiosidade.
Lutero vivia para a Igreja até que descobriu que a igreja não estava mais vivendo para Cristo e sim para o papado e para si mesma. Não somente ele; Calvino, Zwínglio, Farel, J.Knox..., todos afirmaram com suas palavras e atos que iriam viver para Deus. Como Calvino comentou: “... Deus deseja que a Sua glória seja manifesta no seu povo”. (Calvin Commentaries on the Isaiah 43.7).
Hoje, corremos o risco perigoso de viver para a nossa própria glória. Isso fará, aos poucos, com que as pessoas que estão na igreja percam o sentido real de sua existência, quando outras coisas tomam a frente dAquele que deve ser o nosso único motivo para termos sido feitos “Igreja de Deus”: viver somente para a glória de Deus.
O homem somente encontra o seu significado quando consegue cumprir com o propósito para o qual foi criado. Mas, isso só alcança o homem redimido em Cristo, pois este é recriado por Deus para viver essa realidade.
Ser um reformado implica em viver somente para Ele e para a Sua glória. Por isso, é necessário sempre reformar, para que, em todas as coisas que fazemos, Deus seja glorifcado. Pois, corremos hoje atrás de muitas coisas, visando quase sempre o nosso bem- estar. Não que seja pecado em si o ato de buscar o próprio progresso, mas isso não pode tornar-se o motivo de nossa existência. Descubra a vida gloriosa que há em viver e fazer tudo somente para a glória de Deus. Soli Deo Gloria! Amém!

Retirado de: http://www.monergismo.com/textos/cinco_solas/soli_deo__gloria_nepomuceno.htm

6 comentários:

JHONY disse...

Lutero constatou, na época, o que é possível observar muito bem em pleno século XXI. Muitas pessoas estão voltadas para a igreja, o que se resume em religiosidade “mórbida” (entra aí uma expressão de opinião pessoal) e cerram os olhos para o propósito destacado neste post. O consumismo não é o único que colabora para essa inversão ideológica de cristianismo, mas o próprio “cristão” atua como receptor de imposições sem fundamentos. Lutero vivia para a Igreja até que descobriu que a igreja não estava mais vivendo para Cristo... Questiono: Durante séculos, mudou alguma coisa?

Joás disse...

Tenho acompanhado o blog nos últimos meses e foi com satisfação e alegria que vi (e li) as postagens sobre os 5 pontos da Reforma.
Pela relação com o assunto gostaria de recomendar o artigo "Os calvinistas estão chegando", do Rev. Augustus Nicodemus, em http://tempora-mores.blogspot.com/

Pr. Sérgio disse...

Caro Johny, graça e paz!

Infelizmente parece-nos que esta constatação de Lutero permeia ainda hoje.

A igreja moderna está muito longe do que é viver para Cristo.
Embora essa seja a situação, lutemos por alcançar a plenitude espiritual em Cristo Jesus.

Forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Pr. Sérgio disse...

Olá Joás, graça e paz!

Obrigado pela participação e por acompanhar este modesto blog.

Li o artigo recomendado, como leio todas as postagens do "O tempora, o mores".

Um forte abraço!

Pr. Sérgio Pereira

Antonio Batalha disse...

Amigo e irmão venho pedir a sua ajuda, pois meu blog voltou a excluir todos os seguidores, e se desejar manter sua participação no meu blog, agradecia que volta-se a seguir-me no meu blog. A Verdade Que Liberta.
De qualquer maneira obrigado, e um resto de boa semana.

roye disse...

Consistant with "reverse positioning" understand the REAL Second Coming would equate with The Matrix's Anti-Christ, the fake battle of good and evil which will come at the end.
I have spoken on this issue in years past. Understanding how they use the political encviornment to redefine people's value system, realize anyone who speaks of the old world and its ways will envoke hatred. So when/if the Anti-Christ comes along speaking of reverting back to what liberalism would consider repressed and immoral may be the only hope to salvage the god's favor and keep moving forward rather than begin the 1000 year clock. The fake Second Coming will feed into this political enviornment.
Cheap Flights to Wellington
Flights to Wellington
Wellington Flights